domingo, 29 de janeiro de 2012

Gosto bastante disto assim!

Não sei quando foi a primeira vez que falámos, a primeira vez que te vi, a primeira vez que sorri para ti. Não sei, nem me interessa saber! Quase todas as pessoas sabem quando conheceram as pessoas da qual gostam. Em alguns casos, sim, eu também sei. Não no teu, pois nunca pensei que nos fôssemos dar tão bem. Nunca pensei na perspectiva em que as coisas estão, mas gosto delas assim. Gosto bastante!
Já há muito tempo, que não falava com ninguém como falo contigo. Aliás, nunca falei com ninguém da forma que falo contigo. Falamos de coisas tão parvas, mas ao mesmo tempo com tanto sentido. É raro dizer-te, directamente, como me sinto, durante o meu dia-a-dia, mas digo-o, indirectamente, com aquelas reflexões das quais me lembro do nada, pois são elas que me fazem pensas nas coisas, na vida.
Acho, que quando leres isto, não vais perceber que é para ti, mas eu também não quero que percebas. Tenho medo, medo como nunca tive. E não sei o porquê! Talvez por gostar demasiado das coisas como estão e ter medo de as estragar, ou talvez por não ter a certeza do que realmente se passa. A única coisa da qual tenho a certeza é que gosto disto assim. Gosto bastante! E não quero tornar esta amizade estranha, ou diferente.


Mariana Pereira

1 comentário: